Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Grávida

assertiva

A Grávida

assertiva

Podem torcer por mim?

Quem acompanha este blog sabe que estive grávida e acabei por sofrer um aborto espontâneo. Ficámos muito tristes na altura, mas acabámos por aceitar e seguir em frente. A vida tem destas coisas. Afinal fui mãe há 16 meses, tenho um filho maravilhoso e não a vale pena chorar sobre o leite derramado. Há que aproveitar o presente e ir aos poucos planeando o futuro. Foi o que fizemos. Deixei de tomar a pílula e decidimos que iamos ter o nosso segundo filho agora. Eu quero passar pela experiencia de ter dois bebés em casa e vê-los crescer lado a lado. Em conversa com o meu médico senti que não devia esperar mais. Adoro ser mãe e estou decidida. Apesar de estar com alguns receios. Natural. Sofri o aborto há sensivelmente um mês. Continuei a tomar folicil e tive uma consulta de rotina para ver se estava tudo bem. Luz verde por parte do médico. Deixei os dias seguirem naturalmente, sem pressões e sem pensar muito no assunto. Mas é impossivel não pensar. Todos os dias penso. No entanto, há cerca de duas semanas tive sintomas de uma possivel gravidez. Vomitei imenso, muito mal disposta, o paladar em relação a alguns alimentos, tensão baixa, afrontamento, muito sono. Fiz um teste que se mostrou pouco credivel no resultado. A menstruação ainda não chegou. Como não gosto de viver na dúvida hoje fui até à clinica fazer um teste ao sangue. O resultado chega daqui a pouco mais de duas horas via e-mail. Já arrumei a casa, lavei loiça, li cem páginas, comi, andei de um lado para o outro mas o estomago continua com uma pedra fria. Sei que vou ficar extremamente desiludida se não estiver grávida. O meu receio é começar a meter macaquinhos na cabeça e começar a sofrer todos os meses de ansiedade.

Torçam por mim, é a realização de um sonho, quero engravidar do meu segundo filho. 

2 comentários

Comentar post